sábado, novembro 26, 2005

Encontro de olhares

Olhavam-se
E no seu olhar via-se tristeza e solidão
Vontade de voltar atrás no tempo e na vida
Para começar tudo de novo
Para viver novamente o sonho interrompido
O amor inacabado
A paixão que nunca se apagou

Mas era tarde demais
As coisas que foram ditas e das quais se arrependeram
Não podiam ser apagadas com uma simples vontade
A dor da desilusão não podia ser apagada mesmo com a verdade
E a oportunidade passada e perdida não podia ser recuperada

Olhavam-se
Uma dor imensa nos olhos escuros dele denunciava o sentimento
Uma lágrima solta nos olhos magoados dela traduzia a paixão,
a tristeza de ver a vida passar e saber que o amor se foi
a raiva de saber que o perfeito foi tornado imperfeito
e o sonho transformado realidade virou de repente passado
E a sintonia de duas almas gémeas se perdeu na rotina da vida
E na leveza de alma
Num momento fugaz e sem sentido
Que transformou duas vidas juntas
Em almas vazias e separadas

Olharam-se mais uma vez
Na face dela as lágrimas corriam
Lentamente levantaram a mão
E disseram adeus...querendo que fosse até já
Mas sabendo que não tinha retorno
E Viraram as costas ao sonho
E caminharam sós

8 Comments:

Blogger Maheve said...

É duro reaprender a caminhar sozinho, vivo isto na pele e a dor as vezes sufoca. Mas, ha momentos em que essa é a unica saída até que encontremos outro alguem que queira e saiba caminhar ao nosso lado...

9:12 da tarde  
Blogger Carla said...

A dor da solidão...
Nem tudo o ke se perde é recuperavel...

Bjx

12:43 da manhã  
Blogger Daniel Aladiah said...

Encontro de olhares para que não esqueçam o adeus... triste.
(não tens nome?)
Um beijo
Daniel

1:12 da manhã  
Blogger Clitie said...

"Caminharam sós"...
O que há mais para dizer se todo o sentido das palavras se perdeu enquanto eles se perdiam um do outro?...

Bj e bom domingo

2:18 da tarde  
Blogger Que Bem Cheira A Maresia said...

É duro quando temos que interromper a caminhada, quando os sonhos se pintam a roxo e quando se quebra a cumplicidade de um olhar...

Porque razão já não há música neste espaço, hein?

Beijoka da Lina/Mar Revolto

5:39 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

"Olharam-se mais uma vez
Na face dela as lágrimas corriam
Lentamente levantaram a mão
E disseram adeus...querendo que fosse até já
Mas sabendo que não tinha retorno
E Viraram as costas ao sonho
E caminharam sós"

Foi exactamente assim... Está tão realista este texto!!!
Adorei mesmo!
A qualquer altura se pode começar tudo de novo, nunca é tarde para amar e ser amado! E por isso não podemos virar a cara à vida!

Beijos e boa semana!

7:43 da tarde  
Blogger AS said...

Olhares... dolorosos, talvez definitivos. Mas o importante é que sejam verdadeiros...

Beijos

9:16 da tarde  
Blogger lena said...

Quanto dizem um olhar!

beijinhos

lena

1:11 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home