sexta-feira, dezembro 16, 2005

Brindas comigo?



Brinda comigo à felicidade
Porque só contigo aqui em mim
Poderá ela um dia ser verdade

Brinda comigo à verdade
Das coisas simples, do amor
Dos sonhos sonhados a dois
Das memórias
Do soltar das ilusões
Da partilha dos desejos

Brinda comigo ao adeus
Mas ao adeus consentido e mútuo
Não aquele imposto e unilateral
Não aquele que deixa rasto de mágoa
Ferida de verdade
Dor que atrofia
Vontade de não acordar

Não brindes comigo à dor
Porque com ela convivo sempre
Não brindes comigo à solidão
Porque essa é minha constante
Não brindes comigo à tristeza
Porque essa dorme comigo
Não brindes comigo ao abandono
Porque...ah esse conheço-o bem
E foi-me imposto por ti
Sem pedir
Sem querer
Sem poder
Evitar

Brinda comigo a mim
Só a mim
Porque brindar a nós dois
Já o não sabes fazer

6 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Eu Brindo contigo. A ti. Brindo à tua felicidade, brindo à esperança da realização de sonhos. Brindo ao esquecimento da dor, da tristeza, da solidão e de tudo mais que tráz mágoa às tuas palavras tão belas e sentidas. Então brindemos, para que o futuro seja de alegria e felicidade. Bonitas palavras. um abraço.

11:19 da manhã  
Blogger Francis said...

Brindo a ti porque sei que o mereces!
Beijinhos e excelente fim-de-semana!

2:54 da tarde  
Blogger Maheve said...

Vim correndo brindar a vida com vc e desejar-te um fim de semana maravilhoso e cheio de boas descobertas

3:20 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Mais uma vez a tuas palavras tocaram-me. Vamos brindar às coisas boas da vida, as menos boas ou más mandamos para trás das costas, pois não interessam! Bjinhos.

12:22 da tarde  
Blogger Anakin said...

Um brinde a ti!!
Beijo

11:46 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Quando as coisas a dois se perdem, que sentido fará continuar?...Brindar ao abandono...

Bj

12:27 da manhã  

Publicar um comentário

<< Home