segunda-feira, dezembro 05, 2005

Nos braços de um anjo





Pela janela olhava as estrelas
Numa noite fria de lua cheia
E do nada apareceu um anjo negro
Que me chamou, me fez sinal
E a esse anjo me entreguei
Nessa noite fria de inverno

Ele disse que me levava
Ao encontro da felicidade
Num lugar calmo e sem sobressalto
Sem dor, tristeza ou saudade

Cansada de procurar por ti
Nos braços do anjo me aninhei
E com ele parti
Numa viagem desconhecida
Em direcção ao infinito

O anjo em mim pegou com ternura
E comigo levantou voo em direcção à vida
Dizendo que tinha encontrado
Quem há tanto tempo lhe tinha sido destinado

Sem perceber o porquê
Perguntei-lhe qual era o seu destino
E ele simplesmente disse
Que o seu destino era eu

E nos braços do anjo descobri
Uma nova vida e destino
Um novo caminho

E nos braços do meu anjo descobri
Que os anjos vagueiam eternamente
Procurando como eu
A vida e a felicidade

E que ao encontrar aquela
Que sentem ser a perfeição procurada
O desejo consentido
A paixão desejada
A entrega perseguida
Ao encontro dela seguem sofregamente
Escolhendo muitas vezes perder a imortalidade
Por amor

E por amor num anjo branco me transformei
Porque escolhi a imortalidade etérea
Do meu anjo negro
Á realidade dolorosa
Do meu amor terreno

Fotografia: www.gettyimages.com

7 Comments:

Blogger Francis said...

Também eu digo que sou um anjo. Mas elas raramente acreditam no que digo :-)
bjs!!!

1:29 da tarde  
Blogger Luís Miguel said...

Começo agora a conhecer e explorar o teu espaço, a tua escrita, os teus sentimentos..
Regressarei, obviamente.
Tem uma boa semana e até breve..

6:24 da tarde  
Blogger Paulo Silva said...

Todos nós procuramos um anjo...
Parabéns por têr encontrado o seu.
Até breve.
PAULO SILVA.

9:39 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Dalila
Esta música, ai.... (a primeira do meu blog), e por um anjo desisti dos meus amores terrenos, mas nada é para sempre, ou será?
Um beijo
Daniel

9:53 da tarde  
Blogger Carla said...

Shhhhhhhhhhhhh
São segredos...
Não vou revelar

Leva-os nas tuas asas
Voa meu belo anjo
Paira ao sabor do vento
São segredos...
Não os percas no tempo...

Voa meu querido anjo
Voa nas asas do vento
São segredos meus
Segredos com sentimento...

Shhhhhhhhhhhhh
São segredos...
Não posso contar

Escrito em 06-07-2005 por ≈©≈Ňąd¡®≈©≈

1:05 da manhã  
Blogger Clitie said...

A dolorosa realidade...

12:53 da manhã  
Blogger AS said...

Por vezes os sonhos acontecem!...

Um beijo

6:14 da tarde  

Publicar um comentário

<< Home