sexta-feira, março 17, 2006

Tanta saudade do nascer do sol em ti




















Solidão
Saudade
Tristeza
Vontade de ter
Desejo de te ver

Passeios a dois na madrugada
Chuva lá fora
Olhos castanhos maliciosos e escuros de desejo
Abraços fortes, beijos sedentos
Nascer do sol na praia a dois

Areia solta...mar azul
Sonhos e cumplicidades
Imaginação à solta
Lembranças e memórias em sobressalto

Despedidas que não se quer
Reencontros há tanto esperados
Desencontros que não se procuram
Cumplicidade e partilha que se querem

Tudo isso és tu e eu
Tudo isso se traduz em ti
Tudo isso se sente em mim
Tudo isso junto
Completa-se e entranha-se na minha alma

Tudo isso e muito mais
É o que sinto por ti

Hoje a saudade aperta
E olho o telefone
Esperando que toque na madrugada
E do outro lado a tua voz
Me desperte e encante
E me faça relembrar o nascer do sol
Que contigo vi....um dia em tons quentes e laranja
Sentindo em mim
A força do teu querer

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

"Hoje a saudade aperta
E olho o telefone
Esperando que toque na madrugada
E do outro lado a tua voz"

Deduzo que para ti já tocou e vou confessar-te que para mim também :D Não de amdrugada mas tocou e isso é que interessa!

Adoro vir aqui, adoro ler-te, adoro as tuas escolhas musicais, tou viciada neste blog :)

BEijões enormes!

4:28 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Eu também já ouvi a voz e já fiz a chamada telefónica!
Que lindo... Sinto isto tudo também!
Perco-me aqui!
Bjos

11:37 da manhã  

Publicar um comentário

<< Home